Seja a fonte da liberdade que você busca…

Alô, Alô, Bom Dia,

Você já ficou prisioneiro(a) de alguma escolha que fez?

Quando buscamos liberdade em alguma área da nossa vida, muitas vezes ficamos presos a nós mesmo, em nossas crenças limitadoras, ou limitantes, que impedem até de enxergar outros caminhos alternativos.

E essa é a típica situação da qual só nós podemos nos libertar.

Então surge aquela dúvida “cruel”: Como você vai se libertar, para que sua vida comece a fluir, na direção dos seus objetivos?

Creio que o primeiro passo é saber qual é seu objetivo. Onde você quer mesmo chegar?

Muitas pessoas que eu conheci ao longo da minha vida, como profissional de vendas, como professor tanto no ensino médio técnico, quanto no ensino superior e mais recente, nas minha mentorias de vendas, negociação e estratégia, ficam presas um círculo vicioso de não escolhas.

Mas, que fique bem claro que:

Sempre falo, até pra mim mesmo, que nós temos liberdade de escolha. E de acordo com esse conceito ser livre é poder escolher entre fazer ou não fazer algo, sendo a possibilidade de fazer escolhas a própria manifestação da liberdade e o colocá-la em prática a própria vontade.

Aí, surge uma nova questão: Como podemos ser livres, se estamos cheios de amarras sociais? Como ser livre em um mundo que, o tempo todo, diz o que você deve fazer, o que deve vestir e comer, com quem deve andar, os lugares que deve frequentar?

Pensamento Para Inspirar Seu Dia de Hoje
“Ser livre é poder escolher fazer ou não fazer. Algumas escolhas te fazem ficar maior, melhor, mais livre. Outras apenas te aprisionam”.
(Sigmar Sabin)

Acredito, como o filósofo existencialista francês Jean-Paul Sartre, que a liberdade não é uma conquista, mas uma condição humana. Não há nenhuma regra geral que sigamos ao nascer que nos faça ser homens e mulheres. Somos livres apenas por sermos humanos.

Mas essa liberdade inata, acaba esbarrando, diria até, enroscando nas escolhas. Fazemos escolhas o tempo todo e vivemos as consequências dessas escolhas. Assim, somos fruto das escolhas, mas livres para fazê-las.

E você: Como você se sente em relação às escolhas que vem fazendo?

Para finalizar quero deixar uma frase da escritora espiritualista Zibia Gasparetto: “A cada novo minuto você tem a liberdade e a responsabilidade de escolher para onde quer seguir, mas é bom lembrar que tudo na vida tem seu preço”.

Pense nisso hoje.

Tenha um bom dia!

Até a próxima.

E nos esbarramos por aí*.
     * em algum texto, postagem, e-mail e por que não, num café?

Sigmar Sabin

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.